Cursos‎ > ‎

Comunicação e cultura popular I

Segundas e quartas, das 14h às 16h
Prof. Felipe Trotta


EMENTA:
Os conceitos de "povo" e "cultura" perpassam enfrentamentos sociais complexos que são processados por artefatos culturais como a música, a TV, a publicidade, a literatura, a religião, o futebol e o jornalismo, entre outros. Através de tais práticas, ocorre uma negociação de hierarquias, preconceitos, estereótipos, conflitos e (algumas) conciliações sociais. O curso tem como objetivo discutir e analisar os diversos sentidos do adjetivo "popular" aplicado às práticas culturais, entendidas como vetores de tensionamento de sentidos sobre o termo.

---
AVALIAÇÃO:

1 - [OBRIGATÓRIA] Prova escrita discursiva com consulta de anotações e fichamentos elaborada a partir dos textos discutidos em sala de aula.

2 - [OBRIGATÓRIA] Trabalho final monográfico (individual ou em dupla) sobre tema livre relacionado à mídia e cultura popular. Espera-se que haja uma boa interpretação dos textos lidos, uso de bibliografia auxiliar e pesquisa aprofundada sobre o tema escolhido. O trabalho deverá ter no mínimo 15 mil caracteres com espaços e deverá ser enviado em um dos seguintes formatos digitais: odt, rtf, doc ou docx.

3 - [OPCIONAL] Apresentação oral comentada em sala de texto de leitura obrigatória (20-30 min).


OBS 1: Caso o aluno opte por realizar a atividade opcional de avaliação, sua nota final será a maior nota das duas avaliações, acrescida de um ponto extra. Ex.: Nota da prova: 7,5 + nota do trabalho final: 8,5. Nota do aluno que NÃO apresentou texto: 8,0. Nota do aluno que apresentou texto: 9,5.

OBS 2: A identificação de plágio no trabalho final representará a reprovação automática do aluno na disciplina.

OBS 3: A pontualidade e a assiduidade do aluno serão contabilizadas na nota final.. Excesso de atrasos ou faltas podem representar diminuição da nota final. Nunca é demais lembrar que o aluno tem direito a se ausentar de 25% das aulas previstas. Façam as contas!


---
CRONOGRAMA:

24/FEV - Apresentação
26/FEV - Debates conceituais da cultura popular: “povo”, “comunicação” e “cultura”

01/MAR a 09/MAR - Carnaval

10/MAR - O conceito de cultura popular.
        Leitura obrigatória: Roger Chartier. “Cultura popular: revisitando um conceito historiográfico”. Revista Estudos Históricos v.8 n.16, 1995.

12/MAR - Debates sobre o conceitos de "folclore" e "festas"
        Leituras obrigatórias: Ma. Laura V.  C. Cavalcanti – “Entendendo o folclore e a cultura popular”  e “As grandes festas” 

17/MAR - Mario de Andrade e o “folclore”. 
        Leitura obrigatória: Macunaíma, de Mario de Andrade. 
        Atividade complementar: explorar site sobre as Missões folclóricas de Mário de Andrade (músicas, textos e documentos)
        Outros folcloristas (Edison Carneiro, Luiz Heitor, Câmara Cascudo, Nina Rodrigues, Oneyda Alvarenga etc...), a antropologia urbana e a comunicação  

19/MAR – Patrimônio imaterial e cultura popular. 
                    O Iphan e a Unesco: discursos sobre patrimônio e ações. 
                    Os dossiês e os termos das definições de cultura popular. 
                    Leitura obrigatória: Os sambas, as rodas, os bumbas, os meus e os bois, disponível no site do Iphan.
                    Leitura suplementar: Cultura popular: do folclore ao patrimônio, de Gilmar Rocha. Revista Mediações v.14 n.1, 2009.

24/MAR - Povo e massa. Cultura popular e cultura midiática.
        Leitura obrigatória: "Redescobrindo o povo: a cultura como espaço de hegemonia" In: (Capítulo 4 da primeira parte) Dos meios às mediações, de Jesus Martín-Barbero.             pp. 102-127 (na 2a. edição: Ed.UFRJ, 2001). 
        [vários exemplares disponíveis na Biblioteca Central do Gragoatá]

26/MAR - Ingredientes do popular: humor, grotesco, carnavalização e sexo 
        Leitura obrigatória: "Introdução: apresentação do problema" In: Cultura popular na Idade Média e no Renascimento, de Mikhail Bakhtin, 1987, pp. 1-50.
        [disponível na Biblioteca Central do Gragoatá] 

31/MAR - Distinções de classe social e gosto estético: uma estética popular? 
                A teoria de Pierre Bourdieu sobre gosto e capital cultural: problemas de fundo.
                Leitura recomendada: "Introdução" de A distinção, de Pierre Bourdieu.

02/ABR - Literatura, cordel e melodrama
        Leitura obrigatória: "Do folclore ao popular" In: Dos meios às mediações, de Jésus Martín-Barbero. pp.154-178

07/ABR - Cinema: representações e caracterizações do popular (o “Outro”): as chanchadas e o Cinema Novo.
            Leituras recomendadas:   - Glauber Rocha. A estética da fome. 1965.
                                                     - João Luiz Vieira. O corpo popular, a chanchada revisitada. Revista Acervo v.16 n.1, 2003.
                                                     - Gilmar Rocha. Eternos vagabundos: malandros, palhaços e caipiras no mundo da chanchada. Revista Projeto História v.43, 2011.

09/ABR
- Narrativas do “outro” popular no cinema brasileiro recente
            Leituras recomendadas:  - Esther Hamburger. Violência e pobreza no cinema brasileiro recente. Novos Estudos CEBRAP, n.78, SP, 2007.
                                                    - Ivana Bentes. Sertões e favelas no cinema brasileiro contemporâneo: estética e cosmética da fome. Revista Alceu, v.8 n.15, RJ: Puc-Rio, 2007.

14/ABR - Futebol, ópio do povo e pátria de chuteira
                Leitura obrigatória: Ronaldo Helal e César Gordon Jr. Sociologia, história e romance na construção da identidade nacional através do futebol In: Estudos Históricos v.13 n.23,                                                 CPDOC, FGV: Rio de Janeiro, 1999. 
                Consultar o blog "Comunicação, esporte e cultura", coordenado por Ronaldo Helal (especialmente a sessão "Artigos", com vários textos interessantes)

16/ABR - Futebol e pagode: estereótipos do popular
                    AULA DE DEBATES --> sem leituras obrigatórias.

21/ABR - Feriado Tiradentes
23/ABR - Feriado São Jorge

28/ABR – TV: segmentação da grade por tipos de audiência e os popular. Povo e massa. A ideia de "qualidade".
                Leitura obrigatória: João Freire Filho. TV de qualidade: uma contradição em termos? Revista Líbero, n.7-8, 2001.
                Leitura adicional: Sarah Nery. Tenho cara de pobre: Regina Casé e a periferia na TV. Dissertação de mestrado. ECO-UFRJ, 2007.
               
30/ABR – Telenovelas: representações do popular
                Leitura obrigatória: Maria Immacolata V. Lopes. Telenovela brasileira: uma narrativa sobre a nação. Revista Comunicação e Educação n.26, São Paulo, 2003.
                Leitura complementar: Silvia Borelli. Telenovelas brasileiras: balanços e perspectivas. São Paulo em Perspectiva n. 15 (3), 2001.
                Leitura adicional: Felipe Trotta. Entre o Borralho e o Divino: a emergência musical da periferia. Revista Galaxia, n.26. PUCSP, 2013.

--> 05/MAI – PROVA  <--

07/MAI
– Publicidade: representações do popular

12/MAI – O meio impresso: enunciações sobre o popular (o jornal popular e o “culto”, a revista “popular”)
        Leitura recomendada: Marialva Barbosa e Ana Lucia Enne. O jornalismo popular, a construção narrativa e o fluxo do sensacional. Revista ECO-PÓS v.8 n.2, UFRJ: 2005.

14/MAI
- Aula cancelada: greve de ônibus

19/MAI -
Religiosidade popular: sincretismo, catolicismo e neopentecostalismo
        Leitura recomendada: Pierre Sanches. Desponta novo ator no campo religioso brasileiro? O Padre Cícero Romão Batista. Revista Religião e Sociedade n. 27, RJ, 2007.

21/MAI -
Música popular brasileira em perspectiva histórica: o cânone culto e o inculto (Bossa nova, MPB e o "resto").
        Leitura recomendada: Felipe Trotta. Critérios de qualidade na música popular: o caso do samba brasileiro. In: Dez anos a mil, Porto Alegre: Simplíssimo, 2011.

26/MAI -
As músicas populares no Brasil e além dele: forró, funk, brega, cumbia, sertanejo, reggaeton, etc...
        Leitura recomendada: João Freire Filho e Micael Herschmann. Funk carioca: entre a aclamação e a condenação na mídia. Revista ECO-PÓS v. 6 n. 2, UFRJ, 2003.

28/MAI - Não haverá aula (Congresso COMPÓS)

02/JUN
Estética popular: heterogeneidade e marcadores visuais (cartazes, indumentária, layout, clichês)
Síntese final e orientação para os trabalhos

27/JUN – Entrega do trabalho final (por e-mail)