Cursos‎ > ‎

Teoria dos Gêneros Musicais I

Professores: Felipe Trotta, Leonardo Arouca e Rômulo Vieira da Silva

Dia/Horário: Quartas-feiras/18h às 22h

Semestre: 2018/1 

Local: Bloco A – 304 (Gragoatá)




Avaliação:

- Seminário oral sobre um artista ou banda e sua relação com determinado gênero (exemplos típicos e limítrofes, tensões, críticas, ambiguidades). Em duplas ou trios. (tempo recomendado: 20-30 min.)

- Trabalho Final escrito sobre o mesmo artista ou banda, desenvolvendo aspectos teóricos da discussão sobre sua inserção nos gêneros musicais associados a eles/elas. (tamanho recomendado: 7-12 páginas, Times New Roman, 12, espaçamento 1,5)

Ponderação: a nota final será o resultado da média das notas do Seminário e do Trabalho Final, podendo ser aumentada ou diminuída em função de assiduidade, pontualidade e participação do aluno durante as aulas.

Observação: o limite máximo permitido de faltas é de 25% das aulas, o que corresponde a 4 aulas, numa contagem generosa.



Cronograma das aulas:

Aula 1 (21.MAR) - Apresentação e dinâmica de reconhecimento e classificação

 

Módulo 1: Conceitos e tendências básicas

Aula 2 (28.MAR) - Classificações: Pra que? Por quem? Pra quem? Como?

Leituras recomendadas:

Felipe Trotta. Música e mercado: a força das classificações. Contemporânea v.3 n.2. UFBA, 2005.

Michel Foucault. As palavras e as coisas. "Classificar". SP: Martins Fontes, 2000.


Aula 3 (04.ABR) - "Teoria" dos gêneros musicais

Leitura recomendada:

Franco Fabbri. A theory of musical genres: two applications. Popular Music Perspectives, 1981.


Aula 4 (11.ABR)Reconhecimento, legitimidade e valor

Leituras recomendadas:

Jeder Janotti Jr. Gêneros musicais, performance, afeto e ritmo. Revista Contemporanea, v.2 n.2. UFBA: 2004.

Felipe Trotta. Critérios de qualidade na música popular: o caso do samba brasileiro. In: Dez anos a mil. (Jeder Janotti Jr., Victor Pires e Tatiana Lima, orgs.). Porto Alegre: Simmplíssimo, 2011.


Módulo 2: Estudos de caso, os clássicos (territorializados)

(histórico de construção do gênero, legitimidade, crítica, fronteiras, estilos)


Aula 5 (18.ABR)Samba e pagode 

Leituras sugeridas:

Hermano Vianna. O mistério do samba (Introdução e Conclusões). Rio de Janeiro: UFRJ, 1995.

Carlos Sandroni. Feitiço decente (Introdução). Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

Felipe Trotta. "Qual é o lugar do pagode no centenário do samba?" Revista E-Compós (2018) - no prelo.


Aula 6 (25.ABR) - Brega no Recife - Palestra Thiago Soares (19h)

Leitura sugerida (para incrementar o debate):

Thiago Soares. Ninguém é perfeito e a vida é assim. Recife: Carlos Gomes de Oliveira Filho, 2017.

(link no grupo do Facebook)


Aula 7 (02.MAI)Sertanejo e caipira

Leitura sugerida:

Gustao Alonso. Cowboys do asfalto: música sertaneja e modernização brasileira. Tese de Doutorado em História, UFF, 2011.


Aula 8 (09.MAI) -  Funk

Leituras recomendadas:

Carlos Palombini. Soul brasileiro e funk carioca. Revista Opus v.15 n.1. ANPPOM, 2009.

Simone Sá. Funk carioca: música eletrônica popular brasileira?! Revista E-Compós v.10, Compós, 2007.

Simone Sá e Simone E. Cunha. Controvérsias do funk no Youtube. Revista ECO-PÓS v.17 n.3. ECO, UFRJ, 2014.

 

Módulo 3: Estudos de caso, ambiguidades (desterritorializados)

(histórico de construção do gênero, legitimidade, crítica, fronteiras, estilos)

Aula 9 (16.MAI) - Rock 

Aula 10 (23.MAI) - Pop

Aula 11 (30.MAI) - MPB e Brega

Aula 12 (06.JUN) - Rap e Hip Hop

Aula 13 (13.JUN) - Recap 

Aula 14 - Seminários finais




Comments